Ações locatícias crescem 11% em São Paulo no primeiro semestre

Texto: Redação AECweb

Segundo levantamento do Secovi-SP, ações por falta de pagamento aumentaram 10,5% no Fórum paulistano

03 de agosto de 2009 - Levantamento do Secovi-SP (Sindicato da Habitação) junto ao Fórum central da cidade registrou uma alta de 11,1% no volume de ações locatícias no primeiro semestre. Nos seis primeiros meses de 2009 foram ajuizadas na capital paulista um total de 12.003 ações, contra as 10.804 de idêntico período de 2008.

O estudo apurou ainda que, no mês de junho, foi aberto um total de 2.278 ações locatícias, o que representou um crescimento de 22,3% sobre o mês anterior (1.862 ações) e de 13,3% sobre junho do ano passado (2.010 casos).

Tipos de ações
As ações por falta de pagamento mantiveram a dianteira. Em junho elas responderam por 87,5% do total de ações ajuizadas. As ações ordinárias participaram com 9,3% das ações registradas no mês; as renovatórias, por 2,3%; e as consignatórias, por 0,9%.

No acumulado do ano, as ações por falta de pagamento aumentaram 10,5% em comparação com o primeiro semestre de 2008. As ações consignatórias, aquelas movidas para depósito em consignação quando há discordância sobre o valor do aluguel entre as partes, foram as que mais cresceram entre os dois períodos: 62,9%. As ações ordinárias tiveram alta de 12,9% e as renovatórias, de 11,2%.

Fonte: Secovi-SP