Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Ações locatícias têm queda significativa em fevereiro

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Levantamento feito pelo Secovi-SP junto ao Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo mostra que foram ajuizadas 1.122 ações na cidade de São Paulo, 25% menos que em fevereiro de 2012

28 de março de 2013 - Levantamento efetuado pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação) no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo mostra que em fevereiro foram protocoladas 1.122 ações locatícias na cidade de São Paulo. Esse total representa uma queda de 25,3% em relação ao número de ações de fevereiro do ano passado (1.503 casos) e uma redução de 32,3% frente às ações de janeiro último (1.658).

Na opinião de Jaques Bushatsky, diretor de Legislação do Inquilinato do Secovi-SP, essa forte queda pode ter sido motivada por dois fatores: o mês foi mais curto – foram só 17 dias úteis em fevereiro – e recentemente foi implantado o sistema de petição eletrônica. “No começo, é normal haver uma certa dificuldade”, afirma.

Das ações registradas em fevereiro, 941 foram por falta de pagamento, o correspondente a 83,9% do total. Comparados os números desse tipo de ação em fevereiro de 2013 e de 2012 (1.219 processos), nota-se uma queda de 22,8%. Diante de janeiro, quando foram protocolados 1.299 processos, a redução foi de 27,6%.

De acordo com os dados do Fórum, as ações ordinárias ocuparam a segunda posição, com 117 processos. Isso representou uma fatia de 10,4% do total do mês. Esse tipo de ação sofreu queda de 40,9% em comparação com os números de fevereiro de 2012 (198 ações) e de 33,9% em relação ao mês anterior (177 processos).

No acumulado do primeiro bimestre, o Fórum registrou 2.780 processos relativos a locação, uma redução de 4,4% sobre o resultado dos dois primeiros meses de 2012 (2.909 ações).

Assim como ocorreu em fevereiro, a falta de pagamento foi a principal causa para ajuizamento de ações no primeiro bimestre. A inadimplência respondeu por 80,6% dos processos nos dois primeiros meses deste ano.

Fonte: Secovi – SP

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: