Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Acordo prevê mais casas para a baixa renda em SP

Texto: Redação AECweb

Beneficiados serão indicados pela Prefeitura, por meio da Companhia Metropolitana de Habitação (Cohab-SP)

15 de dezembro de 2009 - Os financiamentos habitacionais para baixa renda do programa "Minha Casa, Minha Vida" estão mais próximos do paulistano. Ontem a Caixa Econômica Federal e a Prefeitura de São Paulo firmaram um convênio para a implementação do programa do governo para a faixa de renda de zero a três salários mínimos na capital.

O acordo com a Prefeitura estabelece regras para a indicação dos beneficiados do programa destinado à baixa renda. Eles serão indicados pela Prefeitura, por meio da Companhia Metropolitana de Habitação (Cohab-SP).

A Caixa também formalizou ontem a contratação de dois empreendimentos de baixa renda do programa, num total de 480 moradias na zona leste da capital. As unidades terão dois dormitórios, sala, cozinha, área de serviço e banheiro, em 42 metros quadrados de área privativa. O valor de cada unidade será de R$ 52 mil. A execução das obras está a cargo da Construtora Menin, que tem 16 meses para entregar a obra, orçada em R$ 24,9 milhões.

Até o momento, na região metropolitana, a Caixa já contratou 608 unidades para a faixa de zero a três salários mínimos, totalizando R$ 27,6 milhões. A maior parte dos projetos do programa se concentra no público com renda acima de seis mínimos. São 5.074 unidades (R$ 448,8 milhões).

Em todo o Brasil a Caixa recebeu, até o dia 30 de novembro, 2.763 propostas de empreendimentos, o que corresponde a 567 mil moradias. Desse total, 322 mil se destinam ao público de até três salários mínimos. Outras 138 mil são para a faixa de três a seis mínimos e 106,7 mil para a faixa de seis a dez salários mínimos. Dessas propostas, 176 mil já foram contratadas, num valor superior a R$ 11,2 bilhões. A maior parte se destina à baixa renda (102,5 mil). Para a faixa intermediária foram contratadas 56 mil unidades e outras 17,7 mil para a renda mais alta atendida pelo programa.

Fonte: Jornal da Tarde - SP

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: