Alfândega do porto do Rio de Janeiro destrói pisos laminados irregulares

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Produtos não atendiam à norma NBR ABNT 14.833-1, nem o Código de Defesa do Consumidor (CDC) 

09 de outubro de 2012 - Mais de 180 toneladas de pisos laminados de alta resistência, importados da China e apreendidos pela Receita Federal em 2009, foram destruídos no último sábado, 06, por não estarem em conformidade com a norma brasileira NBR ABNT 14.833-1, nem com o Código de Defesa do Consumidor (CDC). De acordo com a Norma, um dos parâmetros adotados para a análise foi o nível de resistência à abrasão, que é o melhor indicador da vida útil do produto. A mercadoria tinha valor estimado de R$ 360 mil.

“As irregularidades apresentadas possuem caráter insanável, impedindo que a Receita Federal desse outro destino à carga”, explica Carlos Mariotti, de Relações Institucionais e Governamentais, responsável pelo Programa de Combate à Concorrência Desleal da ABIPLAR – Associação Brasileira de Indústria de Piso Laminado de Alta Resistência.

Preocupada com o meio ambiente e a destinação final dos resíduos após a destruição da mercadoria, a ABIPLAR escolheu a Linha de Reciclagem da Eucatex, uma de suas associadas, para a operação. Dessa forma, um material não conforme tecnicamente (produto reciclável) será transformado em biomassa para geração de energia dentro do próprio processo de fabricação industrial da empresa.

Fonte: ABIPLAR