Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Aluguel residencial fica estável em fevereiro na Capital paulista

Texto: Redação AECweb

Alta dos alugueis novos totaliza 16,96%

21 de março de 2012 - O valor dos contratos de aluguel residencial fechados em fevereiro na capital paulista ficou praticamente em linha com os preços observados no mês de janeiro. Segundo pesquisa mensal do Secovi-SP (Sindicato da Habitação), a variação percentual dos contratos novos em fevereiro, em comparação com o mês anterior, foi de somente 0,1%.

No acumulado de 12 meses encerrados em fevereiro, a alta dos alugueis novos totaliza 16,96%, bem acima dos 5,85% da inflação oficial do período, medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). “Esse descompasso acontece porque, hoje em dia, a demanda por imóveis para locação na cidade de São Paulo é muito superior à oferta”, diz Walter Cardoso, vice-presidente de Gestão Patrimonial e Locação do Secovi-SP. “Por causa do trânsito caótico, muita gente está preferindo residir perto do trabalho, aumentando a procura pelo aluguel, que sempre foi a opção número 1 de estudantes e profissionais que vêm à cidade para trabalhar por um período específico”, explica.

O tipo de imóvel que mais aumentou de preço em fevereiro foi o de 2 dormitórios, que ficou em média 0,2% mais caro em relação a janeiro. As moradias de 2 quartos tiveram pequeno acréscimo, enquanto o aluguel do imóvel de 1 dormitório ficou praticamente estável, segundo a pesquisa do Secovi-SP.

O tipo de garantia mais utilizado em fevereiro foi o fiador, que representou quase metade (47,5%) dos contratos assinados. Outra modalidade muito demandada, especialmente nos aluguéis de menor valor, foi o depósito de valor equivalente a três meses de aluguel, responsável por 32% das moradias locadas. Aproximadamente um quinto dos inquilinos recorreu ao seguro-fiança no mês analisado.

A pesquisa do Sindicato da Habitação mostra ainda que as casas foram alugadas mais rapidamente do que os apartamentos em fevereiro. Elas levaram em média de 13 a 31 dias para serem locadas, ao passo que o IVL (Índice de Velocidade de Locação) dos apartamentos, que mede em número de dias quanto tempo um imóvel demora para ser alugado, oscilou, em média, de 18 e 37 dias.

Fonte: Investimentos e Notícias

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: