Após alta vertiginosa, preço de imóveis começa a desacelerar

Texto: Redação AECweb

Especialistas do setor apontam que a diminuição no ritmo de alta deve continuar

15 de agosto de 2011 - Após um período de alta vertiginosa, o preço dos imóveis residenciais começa a mostrar desaceleração, apesar de seguir em ritmo forte de crescimento.

Os lançamentos de um quarto ou sem divisória, por exemplo, subiram 24,5%, na média, na capital paulista no primeiro semestre ante o mesmo período no ano anterior, segundo levantamento da Embraesp (Empresa Brasileira de Estudos do Patrimônio) feito a pedido da Folha. Nos primeiros seis meses de 2010, a elevação havia chegado a 77,2%.

A dúvida agora, com o agravamento da crise econômica mundial e os possíveis reflexos na economia brasileira, é como esse mercado vai se comportar. Em tempos de turbulência, os investidores que aplicam em ações buscam ativos menos voláteis, como imóveis.

Especialistas do setor, porém, apontam que a diminuição no ritmo de alta deve continuar, já que a expansão registrada nos últimos anos não era sustentável.

Fonte: Folha de São Paulo