Após crise, setor imobiliário volta a se equilibrar

Texto: Redação AECweb

Empresas do setor imobiliário apresentam resultado positivo no primeiro trimestre de 2009

18 de maio de 2009 - Após o baque sofrido no ano passado com a crise financeira global, as empresas do setor imobiliário, um dos mais afetados pela súbita falta de crédito e a redução da demanda, apresentaram resultados positivos no primeiro trimestre de 2009.

O lucro líquido de empresas como Gafisa, Brascan e Agra, por exemplo, ficaram abaixo do que o registrado no mesmo período do ano passado, quando o setor se beneficiava de maior liquidez no mercado e as vendas estavam em alta.

Mas as previsões mais pessimistas não se materializaram, afirmam analistas. "Houve um certo exagero. Muitos traçaram um cenário dramático, achando que o setor havia capotado. Não é o que aconteceu", diz o sócio-diretor da RC Consultores, Fábio Silveira.

"O setor está se equilibrando razoavelmente bem, mas não significa que está imune a um agravamento da crise."

A Cyrela e a Rossi registraram aumento no lucro de 46,6% e 80%, respectivamente, entre o primeiro trimestre de 2008 e o primeiro trimestre de 2009.

"Vemos que as empresas, de modo geral, vão bem agora. No ano passado, elas imobilizaram recursos em terrenos e se viram sem liquidez, mas conseguiram se desfazer desses ativos antes de criar um problema maior de caixa", diz a economista Ana Maria Castelo, consultora da FGV Projetos.

Para Silveira, da RC Consultores, porém, o setor imobiliário ainda é suscetível a uma eventual piora no cenário global.

Fonte: Folha de S. Paulo - SP