Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Arquitetos reutilizam resíduos sólidos para criar argamassa que absorve umidade

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

O projeto, apelidado de Loop Disseny, foi desenvolvido por profissionais do Instituto de Inovação Empresarial das Ilhas Baleares, na Espanha

foto da argamassa criada pelos pesquisadores espanhois que absorve umidade
A novidade pode ser largamente empregada na pavimentação de caminhos de pedestres, ciclovias, estradas não motorizadas e áreas verdes, como uma alternativa ao asfalto nas cidades (Foto: Loop Disseny/Divulgação)

17/11/2022 | 16:03  Arquitetos espanhóis do Instituto de Inovação Empresarial das Ilhas Baleares, na tentativa de solucionar o problema do acúmulo de resíduos sólidos na União Europeia, criaram uma argamassa a partir de sobras da construção que absorve umidade. O projeto, apelidado de Loop Disseny, é voltado para a reutilização e transformação de materiais em recursos para a criação de novos produtos.

O setor da construção civil, hoje, é responsável por mais de um terço de todos os detritos gerados na União Europeia — o que motivou os arquitetos a investirem em soluções sustentáveis para o ramo. Cientes de que a lei espanhola permite a reutilização de resíduos de concreto e cerâmica sem processamento considerável, os espanhóis aliaram o insumo à tecnologia em uma única proposta.

Assim, surgiu o Loop Disseny. A iniciativa é baseada em quatro princípios: circularidade, reutilização, transformação e proximidade. Inicialmente utilizando resquícios de cerâmica da empresa Ladrillerias Mallorquinas, o grupo de pesquisadores criou a argamassa higroscópica, que atrai e mantém a água do ambiente. O processo transforma três materiais (a cerâmica de resíduos, a pedra reciclada e o cimento natural de baixo impacto) em um produto, sem criar resíduos extras.

A Ladrilleias Mallorquinas produz mais de 250 mil toneladas anuais de cerâmica, proporcionando um estoque generoso de matéria prima para o Loop Disseny. Além disso, os idealizadores conseguiram utilizar, no processo, materiais 100% produzidos em Mallorca — que, além de reutilizá-los, ainda garante uma abordagem “0 km”, reduzindo a necessidade de transporte, e, consequentemente, os impactos ambientais.

A nova argamassa é composta por uma alta porcentagem de materiais de pedra com uma pegada de carbono quase nula — um fator determinante para a baixa pegada geral do carbono do material. São 85% de cerâmica triturada reutilizada com pedra reciclada e 15% de cimento branco, estabilizado como um aglutinante de baixo impacto. Devido à sua condição higroscópica, o produto obtido funciona como filtro de água e regula a umidade do ambiente.

As propriedades da nova argamassa permitem que água se infiltre naturalmente no solo ou seja capturada e retida em camadas inferiores para a reutilização subsequente ou a drenagem controlada, estabelecendo uma relação com o ambiente natural. A proposta pode ser largamente empregada na pavimentação de caminhos de pedestres, ciclovias, estradas não motorizadas e áreas verdes, como uma alternativa ao asfalto nas cidades.

Os arquitetos contaram que o nome do projeto, Loop Disseny, foi escolhido por ser uma palavra que se refere a um processo, sistema ou estrutura circular, que termina onde começa e vice-versa.

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: