Atividade da construção cai em janeiro, mas empresários seguem otimistas

Texto: Redação AECweb

Nível de atividade tem pequena queda em janeiro, diz pesquisa da CNI. Para os próximos meses, porém, empresários se mantêm confiantes

09 de março de 2010 - O nível de atividade da indústria de construção civil apresentou pequena queda em janeiro deste ano, informou nesta terça-feira (9) a Confederação Nacional da Indústria (CNI), que realizou pesquisa com 335 empresas do setor entre 1º e 24 de fevereiro.

Em janeiro, o indicador referente ao nível de atividade da construção civil somou 50,5 pontos, abaixo dos 53,7 pontos registrados em dezembro do ano passado. Segundo a CNI, entretanto, isso indica estabilidade.

"Não obstante, a estabilidade se deu em patamar elevado. O índice de nível de atividade efetivo em relação ao usual recuou, mas manteve-se acima da linha dos 50 pontos, o que denota que o nível de atividade em janeiro de 2010 foi superior ao usual para o mês", informou a entidade.

Otimismo
A pesquisa detectou ainda que os empresários da construção civil mantiveram o otimismo neste início de 2010. Em dezembro, este indicador estava em 70,6 pontos e recuou para 68,4 pontos em janeiro. Mesmo assim, valores acima de 50 pontos indicam cenário positivo.

"Mesmo com a redução no índice de expectativa do nível de atividade na comparação com o mês anterior, o índice de fevereiro de 2010 situa-se muito acima dos 50 pontos, o que indica que é disseminada entre os empresários a perspectiva de aumento da atividade", avaliou a CNI.

Também permanece alto, segundo a entidade, o otimismo em relação a novos empreendimentos e serviços nos próximos meses – apesar do recuo, o índice permanece bem acima dos 50 pontos. Acrescentou que também continuam "elevadas" as intenções de compras de matérias-primas.

Fonte: G1