Aumenta custo das obras de construção

Texto: Redação AECweb

O índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou em janeiro variação de 0,37%

04 de fevereiro de 2011 - A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) informa que os preços dos produtos do setor civil foram reajustados para ajudar a controlar a inflação. O índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou em janeiro variação de 0,37%, em relação ao mês de dezembro.

De acordo com o proprietário de uma loja de material de construção, Antônio Carlos da Silva, no mês de janeiro poucas pessoas fazem reformas ou constroem imóveis devido o período de chuvas. "No começo do ano é muito fraco o movimento no setor de construção civil, por isso não houve aumento significativo nos preços dos produtos", afirma.

O empresário revelou que no seu estabelecimento os produtos que apresentaram maiores reajustes foram as louças e metais. "O que percebo em virtude da forte demanda da construção civil, por causa do programa Minha Casa Minha Vida, é que os metais foram os vilões no orçamento do consumidor. Para se ter uma noção, o aço sofreu um aumento que varia de 5% a 7%", conta.

Ele acrescentou que um fato que vem assustado os uberabenses é o preço da mão-de-obra, analisando que tem pedreiros cobrando cerca de R$ 1.000 (Hum mil reais) por metro quadrado de construção. "Aqui em Uberaba, acredito que o custo das obras está mais elevado devido ao preço dos materiais de construção (louças e metais) e da mão-de-obra qualificada", explica.

O empresário ressalta que em contrapartida alguns produtos como, por exemplo, o pacote de cimento está sendo vendido em promoção para aquecer as vendas no setor. "Antigamente, o saco de cimento de cinquenta quilos custava na faixa de R$ 18,00. Hoje, estou vendendo o produto a R$ 16,90", conclui.

Fonte: Jornal de Uberaba - MG