Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Bancos estão atentos ao crescimento do setor imobiliário, diz Amaral

Texto: Redação AECweb

Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip) divulgou planos agressivos para o ano que vem

08 de dezembro de 2009 - A perspectiva para o ano que vem é de crescimento para todas as empresas do setor de construção, conforme explicou o presidente da Gafisa, Wilson Amaral. Um dos motivos é a atuação dos bancos, que mais recentemente passaram a disputar as companhias do segmento e os compradores de imóveis.

"Ninguém quer perder esse cliente", disse o executivo, referindo-se à nova classe média. "Para quem oferece bons empreendimentos, é possível escolher o banco com o qual se quer trabalhar", afirma.

A Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip) divulgou planos agressivos para o ano que vem. Os bancos estão com muito apetite " , comentou, ao enfatizar que se trata de um negócio altamente dependente de financiamento.

A Gafisa, que, em janeiro próximo, irá concluir seu empreendimento de número 1.000, trabalha com uma perspectiva de três a cinco anos. Otimista, está prospectando terrenos em " todas as regiões de São Paulo " , nas palavras de Amaral.

Muitas das áreas visadas contemplam famílias com renda entre três e seis salários mínimos, que se enquadram no público da Tenda, marca que atende famílias de renda até dez salários mínimos.

Amaral prevê uma competição por terrenos, mas nada comparado ao que ocorreu em 2007. "Naquele ano, havia 20 e tantas empresas novas sem land bank, sendo que a demanda por terrenos de curto prazo era grande".

O land bank da Gafisa atingiu R$ 15,3 bilhões, em um total de 313 terrenos em 21 estados, que equivalem a 95 mil unidades.

Fonte: GloboNews - RJ

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: