Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

BID deve dar US$ 1 bi para sedes da Copa-14

Texto: Redação AECweb

Valor será aplicado pelas cidades em obras de infraestrutura turística voltadas para o Mundial

03 de julho de 2009 - O Ministério do Turismo negocia com o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) a criação de uma linha de crédito específica para as 12 sedes da Copa do Mundo de 2014.

A pasta pede ao banco que disponibilize US$ 1 bilhão (cerca de R$ 1,95 bi) para serem aplicados pelas cidades em obras de infraestrutura turística voltadas para o Mundial.

Até o fim do mês, as sedes de 2014, que já devem receber verba do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) da Copa, saberão se vão poder solicitar a ajuda adicional do banco.

O ministério já tem convênio de US$ 1 bilhão com o BID para o Prodetur (Programa de Desenvolvimento do Turismo), no qual Estados e cidades com mais de 1 milhão de habitantes podem pedir empréstimo. Ceará, Pernambuco, Rio (Estado e capital) e Goiânia solicitaram.

A nova verba deve favorecer principalmente Natal e Cuiabá, únicas das 12 cidades-sedes com população inferior ao limite imposto pelo programa.

Ontem, em evento do Ministério do Turismo em São Paulo, o prefeito de Cuiabá, Wilson dos Santos, pediu mais investimentos do governo federal.

"Acho que Cuiabá e Manaus merecem ajuda especial. Precisamos de mais dinheiro para a Copa do que Rio e São Paulo", afirmou ele, diante do ministro do Turismo, Luiz Barretto.

Segundo a pasta, as sedes que usarem o crédito terão de aplicar 60% da verba em infraestrutura turística, 20% em qualificação profissional e o restante na promoção da obra.

Como contrapartida, o banco exigirá do ministério aplicar mais 50% do valor de cada projeto. As cidades terão um prazo de 20 anos para pagamento, a uma taxa de 6% ao ano.

Fonte: Folha de S. Paulo - SP

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: