Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

BNDES anuncia novo pacote de medidas para combater efeitos da pandemia

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Entre as medidas de destaque estão a suspensão do pagamento de juros em contratos com os entes federativos e o lançamento do Programa Crédito Cadeias Produtivas

Medidas devem injetar R$ 4,3 bilhões na economia (Créditos: Photocarioca/ Shutterstock)

10/06/2020 | 11:05 - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou uma série de ações emergenciais, que totalizam R$ 4,3 bilhões, para enfrentar os efeitos da pandemia do novo coronavírus no País. Entre as medidas de destaque estão a suspensão temporária do pagamento de juros em contratos de financiamento do banco com os entes federativos e o lançamento do Programa Crédito Cadeias Produtivas, que auxiliará pequenas e médias empresas.

A suspensão do pagamento de juros tem prazo até o fim de dezembro deste ano. Segundo o BNDES, esta ação tem potencial de irrigar a economia com R$ 3,9 bilhões em 2020, uma vez que os recursos poderão permanecer nas contas dos estados, municípios e do Distrito Federal.

Além disso, o banco aprovou repasse emergencial de recursos para os 13 estados que possuem contrato ativo com ele: Acre, Amapá, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

A verba deverá ser utilizada em ações de combate à pandemia e na mitigação do impacto das consequências econômicas. O BNDES informou que esta iniciativa tem potencial total de R$ 456 milhões, e os recursos liberados serão ajustados à capacidade de execução de investimentos de cada estado.

PROGRAMA CRÉDITO CADEIAS PRODUTIVAS

Já o Programa Crédito Cadeias Produtivas trata-se de financiamento a capital de giro, direcionado a empresas de grande porte para atender a necessidade de liquidez de sua cadeia produtiva, formada por empresas de menor porte.

“O BNDES empresta para uma grande empresa, e ela, com os recursos, repassa o empréstimo para pequenas e médias nas mesmas condições que recebeu do BNDES. É um produto muito parecido com o conceito como o banco faz hoje nas suas operações de repasse, em que empresta a instituições financeiras que repassam a linha para pequenas e médias empresas”, explicou o presidente do BNDES, Gustavo Montezano, durante a apresentação das medidas.

O fundo tem até R$ 20 bilhões e será lançado em quatro parcelas de R$ 5 bilhões, com atuação prevista até o fim do ano.

Para mais informações sobre o programa, acesse o site do BNDES.

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: