Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Brasil e Cazaquistão debatem parceria para desenvolvimento urbano

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Acordo em negociação terá como objetivo implantar medidas tecnológicas para estimular a mobilidade urbana sustentável nas capitais dos dois países, Brasília e Astana


Cazaquistão é a nação líder em desenvolvimento econômico e financeiro da Ásia Central (Créditos: Shutterstock/evgenykz)

09/08/2018 | 11:02 – Representantes dos governos do Distrito Federal e do Cazaquistão reuniram-se para discutir as bases para uma parceria entre Brasília e Astana, capital do país asiático, visando à implantação de medidas tecnológicas para estimular a mobilidade urbana sustentável nas duas cidades.

O debate foi coordenado pelo secretário adjunto de Ciência, Tecnologia e Inovação do Distrito Federal, Marcelo Borges Chubaci e pelo embaixador do Cazaquistão, Kairat Sarzhanov.

Segundo Chubaci, o acordo “significa que as duas cidades vão se comprometer a atuar juntas em favor de uma mobilidade urbana baseada em carros elétricos, semáforos inteligentes, amplos espaços verdes, eliminação de gases poluentes e uma economia que privilegia a informatização e a colaboração com as universidades”.

Independente há quase 27 anos, o Cazaquistão, ex-república soviética, tornou-se a nação líder em desenvolvimento econômico e financeiro da Ásia Central – e a capital Astana é um dos símbolos desta conquista. De acordo com o embaixador Kairat Sarzhanov, o sucesso da cidade se deve, em grande parte, aos esforços do governo em construir uma cidade voltada para os negócios, a paz entre os povos e a harmonia entre religiões.

Também estiveram presentes no debate o presidente do Parque Tecnológico de Brasília (Biotic), Mário Lima, o presidente da Câmara de Comércio Brasil-Cazaquistão, Cassiano Pereira Viana, e os representantes da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Luiz Recena, e da Universidade de Brasília, Claudia Amorim.

Quer saber sobre as ultimas noticias envolvendo mobilidade urbana? Acesse:

Mais de 2,7 mil obras públicas estão paralisadas no Brasil, diz CNI

Caixa abre inscrições para projetos públicos de infraestrutura

Edital selecionará projetos sustentáveis inovadores de startups

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: