Cai intenção de investimento da indústria de material de construção

Texto: Redação AECweb

Termômetro Abramat apontou que a parcela dos entrevistados otimista quanto às expectativas em relação às ações do governo foi de 46%, abaixo dos 54% de maio

22 de junho de 2012 - A pretensão de investimento no médio prazo pelos fabricantes de materiais de construção caiu para 61% em junho, ante a parcela de 71% registrada em maio, conforme levantamento da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat). Em 2011, a média do indicador foi de 75%.

Em nota, Walter Cover, presidente da Abramat, afirmou que a inversão desse movimento vai ocorrer à medida que os investimentos públicos no setor de construção forem intensificados.

O indicador Termômetro Abramat apontou que a parcela dos entrevistados otimista quanto às expectativas em relação às ações do governo foi de 46%, abaixo dos 54% de maio.

A sondagem mostrou também que o desempenho das vendas foi bom para 49% das indústrias em junho. Para julho, a perspectiva positiva em relação ao indicador é de 56%.

A utilização da capacidade instalada aumentou de 81% em maio para 83% em junho. Na média do ano passado, os fabricantes de materiais usaram 86% da capacidade produtiva.

Em maio, as vendas reais de materiais de construção cresceram 4,6%, ante o mesmo mês de 2011. No acumulado de janeiro a maio, as vendas avançaram 2,7%, abaixo da projeção mais recente de crescimento para o ano divulgada pela entidade, de 3,4%. Antes, a projeção da entidade era de 4,5%.

Fonte: G1