Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Caixa anuncia novas medidas para flexibilizar financiamento imobiliário

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Objetivo das ações é viabilizar a contratação de 1.280 novos empreendimentos, o que representa 156 mil novas moradias e 485 mil empregos diretos e indiretos

Caixa possibilitou a contratação da produção de empreendimentos sem a necessidade de execução prévia de obras (Créditos: rafapress/ Shutterstock)

07/07/2020 | 10:31 - A Caixa Econômica Federal anunciou novas medidas para flexibilizar, ampliar e agilizar as operações de crédito imobiliário para construtoras e pessoa física. Segundo a caixa, as ações visam viabilizar a contratação de 1.280 novos empreendimentos, o que representa 156 mil novas moradias e 485 mil empregos diretos e indiretos.

No caso das construtoras, a Caixa viabilizou a utilização dos recursos de repasses/recebíveis no pagamento de encargos dos empreendimentos (somente para contratos pelo Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo – SBPE). Também flexibilizou a comercialização mínima, de 30% para 15%, em novos empreendimentos estimulando novos lançamentos (operações com recursos do SBPE e do FGTS).

Além disso, a caixa possibilitou a contratação da produção de empreendimentos sem a necessidade de execução prévia de obras e de destinação dos recursos oriundos das vendas das unidades para pagamento dos encargos mensais (para contratos do FGTS e SBPE).

Já em relação às pessoas físicas, ao contratarem um crédito habitacional, poderão incluir nele custas cartorárias e ITBI no financiamento, com o objetivo de reduzir os custos de aquisição do imóvel. A medida é aplicável a todas as operações residenciais com recursos do FGTS e, nas operações com recursos do SBPE, para imóveis com valor de avaliação de até R$ 1,5 milhão.

Também foi definido que o registro do contrato habitacional da Caixa, para unidades em empreendimentos habitacionais, será realizado de forma eletrônica, o que irá permitir a redução de tempo para execução do processo, de 45 para 5 dias, em média. A operação passa a ser válida a partir de 13 de julho.

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: