Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Caixa exige comprovação do uso de madeira legal das construtoras

Texto: Redação AECweb

Ação terá caráter educativo até 30 de junho conforme negociação feita com o setor da construção

Redação AECweb

2 de março de 2009 - A Caixa Econômica Federal está exigindo comprovação do uso de madeira legal por empresas do segmento imobiliário. As construtoras devem apresentar o Documento de Origem Florestal (DOF) das madeiras utilizadas nos novos contratos de financiamento de empreendimentos habitacionais. Para que a ação tenha adesão significativa, é incluída nos contratos cláusula que torna obrigatória a apresentação desses documentos.

"O compromisso de contribuir com a implantação de ações relativas à prevenção, monitoramento e controle do desmatamento no bioma amazônico faz parte de mais uma das ações adotadas pela Caixa para a prática efetiva da sustentabilidade dentro e fora da instituição", destaca a presidente da instituição, Maria Fernanda Ramos Coelho.

A ação terá caráter educativo até 30 de junho, conforme negociação feita com o setor da construção. A partir dessa data, as construtoras que não apresentarem a documentação comprobatória serão levadas ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), órgão competente para verificar as possíveis irregularidades.

A Caixa elaborou um plano que prevê ações de curto e médio prazo, até 2010, voltadas para a preservação do meio ambiente. O banco terá em seu portfólio produtos e serviços socioambientais com diretrizes definidas na nova política de crédito.

Interessa à instituição ser o principal agente financeiro executor das políticas públicas de meio ambiente e indutor do desenvolvimento de cidades sustentáveis.

Para o gerente nacional de Meio Ambiente do banco, Jean Benevides, "com a aprovação da estratégia e seu plano de ação, a Caixa demonstra seu compromisso com a questão ambiental e sua intenção em contribuir na conservação do meio ambiente".

Fonte: O Fluminense, 28/fev

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: