Caixa inaugura prédio com etiqueta de eficiência energética

Texto: Redação AECweb

Etiqueta Nacional de Conservação de Energia é concedida na fase de projeto e após a construção do edifício

14 de junho de 2012 - A Caixa Econômica Federal inaugura nesta sexta-feira (15), às 19h30, o edifício cujo projeto recebeu Etiqueta de Eficiência Energética pelo Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (PROCEL). O projeto do prédio conquistou a etiqueta nível A, que indica melhores níveis de eficiência energética. No edifício, funcionará a sede administrativa da Caixa em Belém (PA) e a solenidade de inauguração contará com a presença do presidente da Caixa, Jorge Hereda.

A Etiqueta de Eficiência Energética de Edifícios Comerciais e de Serviços Públicos faz parte do Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE) do Governo Federal e foi criada para colocar em prática a Política Nacional de Conservação e Uso Racional de Energia. O PBE atua através de etiquetas informativas, com o objetivo de alertar o consumidor quanto à eficiência energética de eletrodomésticos e, recentemente, com edifícios inteiros – como é o caso da Sede da Caixa em Belém. A etiqueta de edificações é emitida pelo Inmetro após análise técnica dos edifícios realizada pelos laboratórios credenciados e os níveis de eficiência vão de A (mais eficiente) a E (menos eficiente).

A Etiqueta Nacional de Conservação de Energia é concedida na fase de projeto e após a construção do edifício. A empresa apresenta o projeto e declara o respectivo nível de eficiência energética da sua edificação a um laboratório acreditado pelo Inmetro. Após a conferência dos dados, o laboratório valida, ou não, o nível indicado. A última fase é a avaliação da edificação construída. Nos prédios públicos são avaliados três sistemas: fachada, iluminação e condicionamento de ar. Considerando-se os três quesitos e a bonificação adicional por racionalização de água e utilização de água do sub-solo, o imóvel recebe a certificação geral mais alta, de nível A. Em todo o território nacional, há somente 14 imóveis com projetos etiquetados pelo INMETRO com nível geral A, cinco dos quais são da Caixa.

O edifício sede da Caixa, em Belém, obteve projeto orientado com design específico para melhoria do condicionamento térmico da construção, reduzindo a necessidade de uso do ar-condicionado. Possui superfície clara, com uso de pastilhas, o que diminui a absorção de calor do sol. A iluminação conta com aproveitamento de luz natural e sensor de presença nas escadas e estacionamento. A construção conta, ainda, com aproveitamento e filtragem de água drenada do lençol freático para alimentação de vasos sanitários e “sprinklers” (sistema de incêndio), com uma economia de água estimada em 50%.

O prédio possui 17.870 m² distribuídos em oito pavimentos e abrigará gerências internas da Caixa e a Agência São Braz, que terá capacidade para atender 800 pessoas, disponibilizando 106 vagas de garagem.

Em 2009, a Agência Jardim das Américas, em Curitiba (PR), obteve o título de primeira agência com Etiqueta de Eficiência Energética do Brasil e recebeu a certificação com destaque para o sistema de aproveitamento de água de chuva com armazenagem e distribuição independente para uso na limpeza e irrigação dos jardins. A Etiqueta do PROCEL estimula a produção de edificações sustentáveis, contribuindo para o desenvolvimento tecnológico e a preservação do meio ambiente.

Fonte: Investimentos e Notícias