Caixa lança guia de sustentabilidade ambiental do selo casa azul

Texto: Redação AECweb

Guia será útil para estudantes, profissionais e empresas da área de construção que busquem contribuir para o desenvolvimento sustentável

15 de junho de 2010 - A Caixa Econômica Federal lançou o Guia de Sustentabilidade Ambiental do Selo Casa Azul, no teatro da CAIXA, em Brasília (DF), durante o evento de comemoração do Dia Mundial do Meio Ambiente. O Selo Casa Azul CAIXA é o primeiro sistema brasileiro de classificação de sustentabilidade na construção habitacional.

O guia foi criado com o foco nos critérios para a obtenção do Selo Casa Azul para empreendimentos habitacionais. No entanto, também será útil para estudantes, profissionais e empresas da área de construção que busquem contribuir para o desenvolvimento sustentável, melhorando de forma progressiva e contínua suas práticas de projeto e construção e desenvolvendo novas soluções.

"Em cada projeto é possível fazer algo pelo desenvolvimento sustentável dentro do orçamento existente. Esperamos que o guia sirva de ferramenta de trabalho e de inspiração", avalia o gerente nacional de Meio Ambiente da CAIXA, Jean Rodrigues Benevides.

O guia foi elaborado por uma equipe técnica da CAIXA com vasta experiência em projetos habitacionais e em gestão para a sustentabilidade. O trabalho teve consultoria de um grupo multidisciplinar de professores da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), e Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), que organizou um workshop com a participação de entidades representativas do mercado. Esse mesmo grupo foi encarregado do desenvolvimento da metodologia do Selo, sob a supervisão da equipe da Caixa.

O guia estará disponível para download no sítio da CAIXA na internet: www.caixa.gov.br (Desenvolvimento Urbano/Gestão Ambiental). Ele também será lançado no estande da CAIXA durante o 82º ENIC (Encontro Nacional da Indústria da Construção Civil), em Maceió (AL).

Selo Casa Azul CAIXA

Ao criar o Selo Casa Azul, a CAIXA pretende incentivar o uso racional de recursos naturais na construção de empreendimentos habitacionais, reduzir o custo de manutenção dos edifícios e as despesas mensais de seus usuários, bem como promover a conscientização de empreendedores e moradores sobre as vantagens das construções sustentáveis.

O Selo se aplica a todos os tipos de projetos de empreendimentos habitacionais propostos à CAIXA para financiamento ou nos programas de repasse. Empresas construtoras, poder público, empresas públicas de habitação, cooperativas, associações e entidades representantes de movimentos sociais podem se candidatar a receber o Selo.

A iniciativa se soma a outras importantes medidas da CAIXA indutoras da produção habitacional com sustentabilidade ambiental, tais como: o uso de madeira com origem legal na construção; o incentivo financeiro para sistemas de aquecimento solar de água e a necessária medição individualizada de água e gás nos prédios.

O método utilizado pela CAIXA para a concessão do Selo consiste em verificar, durante a análise de viabilidade técnica do empreendimento, o atendimento aos critérios estabelecidos pelo instrumento que estimula a adoção de práticas voltadas à sustentabilidade dos empreendimentos habitacionais.

O Selo Casa Azul CAIXA possui seis categorias:

Qualidade Urbana;

Projeto e Conforto;

Eficiência Energética;

Conservação de Recursos Materiais;

Gestão da Água;

Práticas Sociais.

As categorias são subdivididas em 53 critérios de avaliação. Todas as categorias possuem critérios obrigatórios e critérios de livre escolha. A quantidade de critérios atendidos pelo projeto determinará o nível de gradação obtido, conforme quadro a seguir:

Gradação

Atendimento Mínimo

BRONZE

19 Critérios obrigatórios

PRATA

Critérios obrigatórios e mais seis critérios de livre escolha = 25 critérios

OURO

Critérios obrigatórios e mais 12 critérios de livre escolha = 31 critérios

Fonte: Aberje - SP