Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Caixa lança selo que vai certificar projetos sustentáveis

Texto: Redação AECweb

“Selo Casa Azul” é o principal instrumento do “Programa de Construção Sustentável” realizado pelo banco

08 de junho de 2009 - Cada vez mais o mercado imobiliário se preocupa com a construção de empreendimentos sustentáveis. O conceito também foi inserido no programa "Minha Casa, Minha Vida" e prevê uma série de ações ecologicamente corretas que barateiam o custo final da obra e a manutenção das unidades para as famílias com renda de até três salários mínimos (R$ 1.395). Nesse caso, estão previstos aquecedor solar, coleta seletiva de lixo e medição de água individual.

Para lembrar o Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado na última sexta-feira, a Caixa Econômica Federal lançou o "Selo Casa Azul", que vai certificar os empreendimentos voltados para todas as faixas de renda dentro de critérios socioambientais, que priorizam a economia de recursos naturais e as práticas sociais.

O selo é o principal instrumento do Programa de Construção Sustentável do banco. Para a concessão do selo, a Caixa vai analisar critérios agrupados em seis categorias: inserção urbana; projeto e conforto; eficiência energética; conservação de recursos materiais; uso racional da água; e práticas sociais.

"Nosso objetivo é incentivar a construção de moradias que, no processo de edificação, tenham respeitado o meio ambiente e, ao mesmo tempo, propiciem boas condições de conforto e salubridade para seus usuários", destaca Maria Fernanda Ramos Coelho, presidente da Caixa.

Economia de 30%
O "Selo Casa Azul" será dividido nas classes ouro, prata e bronze, definidas pelo número de critérios atendidos. Para receber o ouro, o empreendimento deverá atender a, no mínimo, 24 das 46 condições.

"A partir de novembro, nós divulgaremos o Guia do Proponente (com as regras para obter o selo) e, em janeiro de 2010, vamos receber os projetos candidatos ao selo", antecipa Maria Fernanda Ramos Coelho.


A Calçada Construtora já investe em projetos com essas características. No Araguaia Green, por exemplo, houve redução de gastos com água em torno de 30%, desde que os hidrômetros individuais foram instalados.

O Rossi Ideal Vila Brasil, da Rossi, terá captação de água da chuva, vasos sanitários com caixa de descarga acoplada - o que diminui a quantidade de água utilizada -, muitas janelas e ventilação cruzada para economia de energia - além de telhas de cerâmica para mais conforto térmico e também previsão de medidores individuais de água.

Fonte: O Dia

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: