Caixa prevê investir R$ 14 bi para habitação em São Paulo

Texto: Redação AECweb

Até o dia 24 de setembro, a Caixa havia aplicado em habitação no país R$ 52,69 bilhões

06 de outubro de 2010 - A Caixa Econômica Federal deve terminar 2010 com um volume em financiamento habitacional de R$ 70 bilhões no País, dos quais R$ 14 bilhões no Estado de São Paulo, segundo a presidenta do banco, Maria Fernanda Ramos Coelho.

Até o dia 24 de setembro, a Caixa havia aplicado em habitação R$ 52,69 bilhões, o que é um recorde na história da instituição.

O valor já é maior que o montante atingido em todo o ano de 2009 (R$ 47,05 bilhões), que por sua vez é o ano de maior investimento na área, e mais que o dobro do total emprestado em 2008 (R$ 23,3 bilhões).

"Não se trata de um acontecimento sazonal ou isolado, mas de um ciclo virtuoso e sustentável", afirma Maria Fernanda. Em 2003, primeiro ano do governo Lula, foram aplicados R$ 5 bilhões. O número de contratos de 2010 (848.026) já representa 94,5% do total atingido em 2009 (896.908). Atualmente, o banco empresta por dia R$ 286,7 milhões para a casa própria, ou 4,5 mil contratos.

A presidenta da Caixa confirmou que a meta de contratos do Programa Minha Casa Minha Vida continua sendo de 1 milhão de unidades desde a criação do programa em abril de 2009 até dezembro de 2010. Desde então, foram contratadas 680.045 unidades, das quais 654.550 pela Caixa, no valor de R$ 37,29 bilhões.

Segundo Maria Fernanda, as propostas de empreendimentos em análise pelo banco chegam a 433.188 moradias que, somadas às já contratadas, perfazem 1.087.738 unidades. Até 2014, a meta é construir 2 milhões de unidades pelo programa, nas faixas de 0 a 3 salários mínimos e de 3 a 6 salários mínimos. O maior déficit está na faixa até três salários mínimos.

Fonte: DiárioWeb - SP