Caixa repassa R$ 300 milhões do PAC a Pernambuco

Texto: Redação AECweb

Participam da solenidade, a Presidente da República Dilma Rousseff, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos e o presidente da CAIXA, Jorge Hereda

30 de agosto de 2011 - A Caixa Econômica Federal assina, nesta terça-feira (30), em Cupira (PE), os primeiros 37 contratos de financiamento de contrapartidas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Pelos contratos, assinados em conjunto com o Governo Federal e o governo do estado, serão investidos R$ 300 milhões, com o objetivo de financiar as contrapartidas para os projetos do PAC / Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV), realizados com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR).

Participam da solenidade, a Presidente da República Dilma Rousseff, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, o presidente da CAIXA, Jorge Hereda, além de representantes do banco e de órgãos públicos relacionados.

Os recursos serão usados para complementar a construção de mais de 15 mil imóveis do PMCMV, em 37 conjuntos habitacionais, nos 23 municípios pernambucanos atingidos por enchentes, em junho de 2010. O valor também prevê gastos com obras de terraplanagem, acesso e infraestrutura dos condomínios. O funding da operação é do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Para o superintendente regional da CAIXA no Recife, Paulo Nery, esta ação proporciona maior benefício social à Mata Sul pernambucana. Segundo ele, por se tratar de uma região com topografia bastante acidentada, o valor da terraplanagem, necessária para a construção dos empreendimentos, seria superior ao custo máximo das unidades habitacionais do PMCMV, inviabilizando o Programa. “A grande importância dessas operações de contrapartidas do PAC está no fato de garantir essa viabilidade, propiciando habitação digna para todas as famílias que perderam suas casas pela ação das enchentes", explicou Nery.

Os municípios alvo dos contratos são: Água Preta, Agrestina, Altinho, Barra de Guabiraba, Barreiros, Belém de Maria, Bezerros, Caetés, Catende, Correntes, Escada, Gameleira, Jaqueira, Joaquim Nabuco, Jurema, Maraial, Nazaré da Mata, Palmares, Primavera, São Benedito do Sul, Sirinhaém, Vicência e Xexéu.

Fonte: Investimentos e Notícias