Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

CDHU abre inscrições para apartamentos a servidores

Texto: Redação AECweb

Inscrições devem ser feitas pela Internet entre os dias 4 e 26 de novembro

03 de novembro de 2009 - A partir desta quarta, 4 de novembro, a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) vai abrir processo de seleção para 376 apartamentos na zona sul da Capital, destinados a servidores públicos estaduais. O edital será publicado neste sábado, 31, no Diário Oficial.

Os candidatos devem se inscrever até 26 de novembro, exclusivamente pelo site www.cdhu.sp.gov.br. O sorteio eletrônico, com auditoria independente, vai acontecer no início de dezembro. A data oficial será divulgada no mesmo site da CDHU.

Os imóveis, no Bairro do Ipiranga, integram o Programa Habitacional de Integração (PHAI), que visa aproximar a moradia do local de trabalho dos servidores. O programa é desenvolvido pela Secretaria da Habitação, por meio da CDHU, em parceria com a Secretaria da Gestão Pública e com a Caixa Econômica Federal.

A CDHU investiu R$ 18,3 milhões na construção dos apartamentos, na Rua Agostinho Gomes, nº 851, esquina com a Rua Leais Paulistano. São 162 unidades com 1 dormitório e 214 com 2 dormitórios, além de sala, cozinha banheiro e área de serviço. O valor dos imóveis é de R$ 69 mil e R$ 93,3 mil, de acordo com o número de dormitórios.

Podem participar do processo de seleção servidores das cidades da Região Metropolitana de São Paulo, incluindo a Capital. Entretanto, aqueles que trabalham próximo ao empreendimento, nos distritos do Ipiranga, Cursino e Sacomã, no município de São Paulo, terão prioridade.

É preciso que a família do servidor tenha renda entre R$ 1.300,00 e R$ 4.650,00. Isso significa que a soma dos rendimentos de todos os membros que trabalham deve estar dentro desses limites. São consideradas como família as relações constituídas por casamento civil ou religioso, união estável, uniões homoafetivas, afetivas, monoparentais, anaparentais e indivíduos sós com mais de 25 anos.

Outros critérios para a participação incluem não possuir imóvel ou financiamento habitacional e não ter recebido atendimento habitacional da CDHU ou de outro agente promotor. Uma cota de 7% dos imóveis foi reservada a servidores que morem com pessoas com deficiência.

A convocação dos sorteados será feita pela ordem de classificação, de acordo com o cumprimento das condições estabelecidas pelo edital. O financiamento do imóvel será condicionado à aprovação da documentação do beneficiário pela Caixa Econômica Federal.

O financiamento será pela Caixa Econômica Federal, com subsídios do FGTS e do Programa Minha Casa Minha Vida. O prazo de amortização será de até 360 meses. Conforme a renda familiar, os juros variarão entre 5 e 8,16 %. O servidor poderá utilizar recursos do seu FGTS e da poupança para abater do valor do financiamento ou financiar 100% do imóvel.

Fonte: Governo do Estado de S. Paulo - SP

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: