Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

CDHU autoriza utilização de painéis estruturais

Texto: Redação AECweb

Produto é destinado para casas térreas, sobrados ou edifícios de até cinco pavimentos

03 de setembro de 2009 - O sistema construtivo produzido em painéis estruturais de concreto armado da Brasitherm Engenharia foi homologado pela CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) e poderá ser utilizado nas licitações de projetos habitacionais. O produto é destinado para casas térreas, sobrados ou edifícios de até cinco pavimentos.

Avaliado e aprovado tecnicamente pelo IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas), o sistema é formado por dois painéis pré-fabricados de concreto armado com um "plenum" (vazio preenchido com ar) interno. "O sistema proporciona um conforto térmico ideal porque, como as paredes são divididas por esse bolsão de ar, o sol bate no lado externo e a totalidade de calor não é transmitida para a parede interna, já que o bolsão absorve", explica Michel Zeenni, diretor da Brasitherm. Segundo ele, esse vão de ar permite também o conforto acústico exigido pela regulamentação.

Nos ambientes molháveis como banheiros, cozinhas e áreas de serviço, porém, ao invés do ar, são aplicados revestimentos impermeáveis para combater possíveis infiltrações.

Para esse sistema de painéis estruturais de concreto armado, as fundações devem ser do tipo radier moldado "in loco" para casas de até dois andares e do tipo tubulões ou sapatas para prédios mais altos, mas podem variar dependendo do projeto. Já as lajes são pré-moldadas. A estrutura do telhado deve ser feitas com lajes nervuradas de concreto pré-moldado e a cobertura aceita diversos tipos de telha.

Após o término das fundações, de acordo com a empresa, o tempo necessário para a conclusão de uma casa de 42 m², por exemplo, é de aproximadamente três dias. "Quando a parede é montada, os lados externos já estão acabados. Só é preciso pintar ou colocar algum revestimento, como azulejos, por exemplo. Isso poupa mão de obra e tempo também", explica Zeenni. Segundo ele, os caixilhos e outros acabamentos podem ser aplicados na própria fábrica.

Além da CDHU, o sistema construtivo Brasitherm também está em fase avançada de homologação na Caixa Econômica Federal.

Fonte: InvestNews

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: