Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Combate à dengue chega a canteiros de obras

Texto: Redação AECweb

Obras poderão até ser embargadas se houver presença de Aedes aegypti

30 de setembro de 2011 - Os canteiros de obras dos prédios em construção ou em reforma na cidade deverão adotar medidas para evitar o surgimento de focos de dengue. As medidas de prevenção incluem manter a rede de drenagem limpa, para evitar o acúmulo de água parada, e tratar focos potenciais de Aedes aegypti com larvicida. Caso sejam encontrados criadouros do mosquito, as obras poderão até ser embargadas. A determinação consta de um decreto do prefeito Eduardo Paes publicado nesta quinta-feira no Diário Oficial.

“A situação é grave, e podemos ter no ano que vem a pior epidemia da história da cidade. Todos têm responsabilidade de combater os focos. Fechamos uma parceria com a Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi), para uma campanha de esclarecimento”, disse Paes.

O motivo da preocupação é que este ano dois tipos de vírus estão em circulação. O tipo 1, que provocou uma epidemia na década de 80, e o 4, que chegou ao país este ano.

A campanha consistirá na distribuição de folhetos educativos nos canteiros. O secretário municipal de Urbanismo, Sérgio Dias, observa que nas obras podem surgir criadouros de Aedes. E nem sempre a água acumulada é encontrada em recipientes de produtos usados, como latas de tinta, por exemplo.

“Por ano, licenciamos 18 mil novas unidades habitacionais. Se não houver tratamento com larvicida, focos podem aparecer até nas caixas dágua e nas piscinas durante as obras”, disse Dias.

Fonte: O Globo

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: