Consórcio de imóveis deve deslanchar com novas regras

Texto: Redação AECweb

Novas regras permitirão o abatimento das parcelas do consórcio imobiliário com recursos do FGTS

08 de janeiro de 2010 - O ano de 2010 começa bastante promissor para o mercado de consórcios. À espera da regulamentação, pela Caixa, das regras que permitem o abatimento das parcelas do consórcio imobiliário com recursos do Fundo Garantidor do Tempo de Serviço (FGTS), as administradoras refazem suas expectativas de crescimento para este ano.

"Revisamos nossa expectativa de crescimento para a carteira de imóveis de 8% para um percentual entre 10% e 15%. A flexibilização da lei foi bastante positiva e a equiparação de condições - dados aos tomadores de financiamento - atrairá novos consorciados", afirma Sebastião Cirelli, diretor executivo da Rodobens Consórcio.

Após o Conselho Curador do FGTS regulamentar a operação no final de dezembro, a Caixa terá até o dia 15 de março para divulgar sua operacionalização. "Mas acredito que até o final de fevereiro isso deve sair", diz Paulo Roberto Rossi, presidente executivo da Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (Abac).

As regras para a utilização do saldo do FGTS na amortização das parcelas do consórcio são similares às existentes para os mutuários de financiamentos habitacionais concedidos no âmbito do Sistema Financeiro da Habitação (SFH).

"O que ainda não sabemos é como a Caixa vai regulamentar regulamentar a solicitação do saque do FGTS: se o consorciado fará a solicitação à administradora ou à própria Caixa", aponta Antônio Limone, diretor da Caixa Consórcio.

Fonte: Brasil Econômico Digital