Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Construção civil atinge recorde de R$ 166 bilhões

Texto: Redação AECweb

Aumento de 4,3% no mês foi um dos maiores registrados no sistema financeiro

27 de outubro de 2010 - O forte crescimento do setor de construção civil continua puxando o desempenho dos empréstimos à habitação. O estoque total de linhas para a construção e a aquisição de imóveis atingiu o patamar recorde de R$ 166 bilhões em agosto. O aumento no mês foi de 4,3%, um dos maiores registrados no sistema financeiro. Em doze meses, o saldo apresenta expansão de 45,9%.

Do total, a maior parcela, R$ 120,656 bilhões, vem das operações de financiamento para as pessoas físicas, incluindo recursos livres dos bancos e linhas direcionadas da poupança e do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), tanto para imóveis novos quanto usados. O avanço em doze meses é de 51,1%.

O restante, R$ 45,407 bilhões, são empréstimos para a cadeia do setor imobiliário, com crescimento de 33,9% nos últimos doze meses. Os recursos destinados para a incorporação e construção somam R$ 35,334 bilhões. Outros R$ 3,429 bilhões são destinados a outras obras, como terraplenagem. Por fim, R$ 6,643 bilhões financiam as imobiliárias.

Para Altamir Lopes, chefe do departamento econômico do Banco Central (BC), o crescimento do setor imobiliário é "expressivo", acima da média do sistema financeiro. "Esse é um mercado em expansão e as empresas estão buscando recursos junto ao setor bancário", disse.

Os dados, divulgados pela primeira vez pelo BC, passam a integrar o relatório mensal de crédito. Os dados são defasados em um mês em relação aos demais e colhidos diretamente da central de crédito, que registra operações bancárias acima de R$ 5 mil.(FT)

Fonte: Valor Econômico - SP


 

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: