Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Construção civil bate recorde de empregados em novembro

Texto: Redação AECweb

De janeiro a novembro, foram contratados 266,3 mil trabalhadores, o que representa uma elevação de 12,78%

15 de janeiro de 2010 - A construção civil brasileira contratou mais 23,7 mil trabalhadores com carteira assinada em novembro, elevando em 1,02% o nível de emprego no setor. Com isso, o número de empregados chegou a 2,351 milhões, um novo recorde. Os dados são da pesquisa mensal feita pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) com a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

De janeiro a novembro de 2009, foram contratados 266,3 mil trabalhadores, o que representa uma elevação de 12,78%. No período de 12 meses encerrado em novembro, foram 179 mil, aumento de 8,2%. Para o presidente do SindusCon-SP, Sergio Watanabe, os dados demonstram que o setor continuava aquecido mesmo em novembro, um mês em que as contratações costumam declinar. Segundo ele, os números também reforçam a expectativa de que o PIB da construção cresça perto de 9% em 2010, com a contratação de mais 180 mil trabalhadores.

No Estado de São Paulo, foram contratados no mês 5 mil trabalhadores (+0,78%). No ano, o setor criou 67 mil novos postos de trabalho (+11,31%). No fim de novembro, 659,4 mil pessoas trabalhavam com carteira assinada na construção paulista.

No município de São Paulo, 3,4 mil pessoas foram contratadas em novembro (+1%). No ano, o total atingiu 37,7 mil (+13,21%). O total de pessoas contratadas pelo setor na capital paulista atingia 323,2 mil no fim de novembro.

No interior do Estado, o nível de emprego da construção em novembro cresceu em algumas regiões como Santos (+1,96% sobre outubro, com a admissão de 458 trabalhadores) e São José do Rio Preto (+1,55%, com a contratação de 275 empregados). Outras regiões sofreram redução, como Presidente Prudente (-3,67%, declínio de 293 vagas) e Santo André (-1,08%, fechamento de 320 postos de trabalho).

Fonte: Agência IN

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: