Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Construção civil contrata mais 86,2 mil no primeiro trimestre de 2011

Texto: Redação AECweb

O número superou em 10,9% o total de contratados no primeiro trimestre de 2010

01 de junho de 2011 - De acordo com uma pesquisa elaborada pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) em parceria com a FGV (Fundação Getulio Vargas), a construção civil brasileira continua em ritmo acelerado em 2011. Só neste primeiro trimestre, o setor gerou mais 86,2 mil novos empregos com carteira assinada, acumulando um total de 2,916 milhões de trabalhadores em todo país, até março.

"Esta elevação nas contratações do setor reforça a estimativa de que o PIB da construção deverá crescer entre 5% e 6% neste ano", comenta o presidente do SindusCon-SP, Sergio Watanabe.

Após ter aumentado 2,86% no acumulado dos dois primeiros meses do ano, o que resultou na inclusão de mais 80.980 trabalhadores, o nível de emprego na construção desacelerou para uma alta bem mais modesta, de 0,18% em março, com um saldo positivo de 5.236 novos postos de trabalho. Mesmo assim, a alta foi capaz de elevar para 86.216 o número de contratações acumuladas no ano, resultado 10,9% superior ao acumulado pelo setor de janeiro a março de 2010.

Em âmbito nacional, a região Sudeste do país é que a mais concentrava trabalhadores do setor. Dos 2.915.673 funcionários com carteira assinada existentes no Brasil em março, 1.503.311 estavam no Sudeste; 610.575 no Nordeste; 407.275 no Sul; 220.844 no Centro-Oeste e 173.668 na região Norte.

Brasil


Em março, houve um crescimento do nível de emprego na construção em relação a fevereiro, nas regiões Norte (+0,06%), Sudeste (0,33%) e Sul (0,32%)

Estado de São Paulo

O Estado de São Paulo acompanhou o ritmo do Brasil, reduzindo o ímpeto de contratações em março. Ao final do primeiro trimestre, as empresas paulistas já somavam 774,6 mil empregados com carteira assinada, alta de 3,57% sobre dezembro de 2010, após a contratação de 26,7 mil trabalhadores.

No Estado de São Paulo, em março foram contratados 2.067 trabalhadores da construção civil. Entretanto, em regiões como Sorocaba, São José dos Campos, Bauru e São José do Rio Preto, o nível de emprego na construção caiu.

Os números já foram ajustados conforme a RAIS 2009, que passou a embasar os dados publicados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), modificando a série histórica da pesquisa a partir de dezembro de 2010 (veja nota técnica)

Nota técnica

Desde janeiro de 2011, a série do emprego da construção civil tem por base as estatísticas da RAIS 2009. A série divulgada anteriormente tinha por base a RAIS 2008 e, portanto, o estoque de empregados de dezembro de 2008. A nova série foi recalculada fixando-se como base o estoque de empregados de dezembro de 2009, dado pela RAIS 2009, no lugar da base utilizada anteriormente. Por exemplo, na nova base de dados, o estoque total de trabalhadores da construção do país em dezembro de 2010 passou a ser de 2.829.457 empregados, contra 2.775.889 da base antiga, o que equivale a uma correção de 1,9% no estoque de emprego.

Fonte: Sinduscon - SP


 

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: