Construção civil deve retomar investimentos ano que vem

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Potencial vem de projetos e investimentos estrangeiros

29 de novembro de 2012 - O setor de construção civil aposta na retomada do crescimento em 2013, por conta de novos projetos e investimentos estrangeiros, puxados também pelo calendário de eventos e a acomodação da crise internacional. Para o sócio-fundador e CEO da SAB Group Incorporações, Roberto Bisker, o ano de 2013 surge com grande potencial, com destaque, aliás, à cidade de São Paulo. "Vejo um cenário de reestruturação e um mercado mobiliário mais criterioso, com bons empreendimentos em regiões mais valorizadas", disse. Ele detém um banco de terrenos de R$ 100 milhões e a perspectiva é alcançar um valor geral de vendas acima de R$ 400 milhões, também por conta de parcerias com a Brooksfield.

Outra do ramo, a imobiliária especializada em imóveis comerciais e industriais Herzog, acredita que entrará em 2013 com mais projetos e expansão dos negócios. "Estimamos que o ano que vem será mais forte do que o registrado este ano", disse Simone Santos, diretora da Herzog. Para ela, o crescimento de 2012 ficará abaixo do registrado em 2011; no entanto, o último trimestre tem apresentado uma retomada no número de interessados em projetos. "Começamos a sentir agora uma retomada nos projetos que só serão sentidos ano que vem."

Arnaldo Santos Pereira, professor de Economia da USP, aponta que "a construção civil em 2012 andou razoavelmente bem. Teve um cenário menos exuberante que em 2010 e 2011, mas tem números muito bons para apresentar", analisou.

Fonte: DCI