Construção civil deverá crescer 5% até o final de 2011

Texto: Redação AECweb

Crescimento deverá ser sustentado na ordem de 4% a 5% ao ano, segundo dados do SindusCon-SP

01 de setembro de 2011 - O aumento de 31% do PIB da construção civil  entre 2005 e 2010 foi consequência de uma forte demanda do setor,  cuja perspectiva de crescimento até o final de 2011 gira em torno de 5%. É o que mostram os últimos dados do SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção no Estado de São Paulo), divulgados ontem (31/08) no 5° Concrete Show, realizado no Expo Center Imigrantes.

Segundo Sergio Watanabe, presidente do SindusCon-SP, a construção civil continuará crescendo uma vez que  a “cadeia produtiva do setor está engajada para equacionar saídas para os diversos gargalos que enfrenta, tais como a necessidade de atrair e qualificar mão de obra e de industrializar os processos construtivos para elevar a produtividade”, afirmou.

Entre as expectativas de crescimento da construção civil estão a entrega de 630 mil casas do Minha Casa Minha Vida entre 2011 e 2012, a contratação no segmento de preparação de terrenos, considerado um bom indicador antecedente da atividade setorial e a procura por ativos de maior rentabilidade, que deverá trazer os capitais novamente para o país. Além disso, o setor visa capacitar ainda mais seus funcionários, tendo em vista que, de 2003 para 2011, houve um aumento de 50% no número de empregos gerados pela construção civil, alcançando a marca de 3.026.011 trabalhadores com carteira assinada.

Fonte: Sinduscon - SP