Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Construção civil lidera emissões de debêntures no 1º bimestre

Texto: Redação AECweb

No total, o volume captado com emissões de debêntures somou R$ 3,32 bilhões nos meses de janeiro e fevereiro, crescimento de 68% ante igual período do ano passado

11 de março de 2011 - O setor de construção civil foi o que mais emitiu debêntures no primeiro bimestre de 2011, respondendo por 24% do total emitido. Em seguida, aparece o setor de saneamento e cimentos, ambos com 18%. No total, o volume captado com emissões de debêntures somou R$ 3,32 bilhões nos meses de janeiro e fevereiro, crescimento de 68% ante igual período do ano passado. Os dados foram divulgados pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

A expectativa é que as emissões de dívida continuem em alta. Segundo a Anbima, há em análise a emissão de mais R$ 1 bilhão em debêntures, que devem vir a mercado nos próximos dias. A Anbima tem um convênio com a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) pelo qual faz uma pré-análise de emissões, antes de serem enviadas à autarquia.

Entre as empresas de construção civil que captaram recursos no primeiro bimestre estão WTorre Properties, Inpar e Alusa Engenharia, que captaram juntas R$ 800 milhões. No setor de cimento, a Votorantim Cimentos emitiu R$ 600 milhões. Em saneamento, a Sabesp também emitiu R$ 600 milhões.

Dos recursos captados no primeiro bimestre, 83% foram usados para o refinanciamento de passivos. O restante foi usado para reforçar o capital de giro das empresas, segundo os dados da Anbima. O prazo médio dos papéis aumentou no primeiro bimestre, para 4,6 anos (no mesmo período de 2010, o prazo era de 3,9 anos).

Fonte: Estadão

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: