Construção civil lidera geração de empregos na Bahia

Texto: Redação AECweb

De acordo com dados do Caged, Estado ficou em evidência no primeiro semestre de 2010

17 de agosto de 2010 - A construção civil foi o setor que mais gerou empregos na Bahia no primeiro semestre deste ano. De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), foram criados 17.547 postos de trabalho na construção civil, aproximadamente 28,6% das 61.334 vagas de emprego formal registradas no mercado baiano, no acumulado de janeiro a junho.

O setor contratou 75.577 pessoas e demitiu outras 58.038 trabalhadores no período estudado. Dos três subsetores que integram o ramo, o que mais gerou empregos foi a Construção de edifícios (13.515 postos ou 77,0% de todos os postos do setor). Na segunda posição encontra-se o subsetor de Obras de infraestrutura, com a criação de 2.734 postos de trabalho. Logo na sequência, o subsetor Serviços especializados para a construção, com saldo de 1.409 empregos.

Salvador liderou o ranking, com a geração de vagas 9.438 vagas de trabalho. O subsetor de maior destaque foi o de Construção de edifícios, com 7.607 postos. O município de Camaçari ocupou o segundo lugar, com 2.034 vagas, sendo o subsetor de Obras de infraestrutura o que mais alavancou a geração de novas oportunidades de emprego (1.506 vagas).

O município de Feira de Santana vem em seguida, com o total de 1.754 vagas criadas no setor, as quais estavam concentradas no subsetor de Construção de edifícios (1.581 vagas). Na sequência, Vitória da Conquista aparece com 1.005 vagas, quase que integralmente geradas no subsetor de Construção de edifícios (964 vagas).

As informações constantes do Caged apontam que o volume de empregos gerado pela Construção civil baiana, em terceiro no ranking nacional, foi superado apenas pelos saldos de contratações e desligamentos verificados em São Paulo (44.200 postos) e Minas Gerais (28.592 postos).

Fonte: Tribuna da Bahia - BA