Construção civil registra alta no nível de emprego pelo quinto mês consecutivo

Texto: Redação AECweb

Levantamento do SindusCon-SP também revela a abertura de 74.208 vagas neste ano

27 de julho de 2009 - O emprego na construção civil do País apresentou o quinto saldo positivo consecutivo em maio. De acordo com a pesquisa mensal do SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) e da FGV Projetos, foram criadas 19.447 vagas para trabalhadores com carteira assinada no quinto mês do ano, o que representa leve alta de 0,91% na comparação com abril. Ao final de maio, o setor apresentava 2,159 milhões de trabalhadores contratados.

O levantamento também revela que, neste ano, o nível de emprego no setor da construção cresceu 3,56%, com a abertura de 74.208 vagas. Já nos últimos 12 meses, o crescimento é de 9,03%.

Na opinião do presidente do SindusCon-SP, Sergio Watanabe, este bom desempenho do setor é reflexo dos compromissos assumidos antes da crise. Entretanto, para Watanabe, esse resultado ainda é insuficiente para reaver os 109 mil postos de trabalhos perdidos nos dois últimos meses do ano.

"O segundo semestre ainda aponta a possibilidade de haver um hiato no nível de emprego, quando as obras em andamento estiverem concluídas e aquelas resultantes dos contratos assinados em 2009 ainda não tiverem começado".

Brasil
Todas as regiões do País apresentaram alta no nível de emprego no quinto mês do ano. A região Norte registrou a maior variação positiva, de 3,91%, com a contratação de 3.656 trabalhadores.

Em São Paulo
O estado de São Paulo registrou, em maio, alta de 0,32% no nível de emprego na construção civil, em relação ao mês anterior, com a abertura de 1.995 vagas. No fim do mês de análise, o total de empregados contratados na construção paulista foi de 617,7 mil, o que denota um aumento de 8,58% nos últimos 12 meses.

A capital empregou 1.584 trabalhadores em maio no setor da construção civil, o que representa crescimento de 0,53% ante abril. Ao final do quinto mês do ano, estavam empregadas 299 mil pessoas, com alta de 9,22% sobre o mesmo período de 2008.

Já entre as regiões do interior paulista, São José dos Campos registrou o maior aumento no nível de emprego da construção civil, com a criação de 1.170 vagas. Por outro lado, Bauru reduziu 324 postos de trabalho.

Fonte: Infomoney - SP