Construção civil tem novo recorde de empregos no país

Texto: Redação AECweb

Crescimento em outubro foi de 1,34% sobre setembro, com a contratação de 30,6 mil trabalhadores

09 de dezembro de 2009 - O setor da construção civil registrou em outubro um recorde no nível de emprego, com 2,32 milhões de trabalhadores com carteira assinada no país. "Alcançamos o maior estoque de mão de obra desde a década de 1990", afirma Sergio Watanabe, presidente do SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo).

O crescimento foi de 1,34% sobre setembro, com a contratação de 30,6 mil trabalhadores no mês, segundo pesquisa do SindusCon-SP e da FGV.

Desde junho, as 109 mil demissões ocorridas nos últimos meses de 2008 foram recuperadas, e o sindicato estima que a construção civil registre crescimento de 1% em 2009 e de 8,8% em 2010. A região em que mais se contratou no mês foi a Sudeste, com alta de 0,91% ante setembro.

Em contraste com a alta na taxa de emprego, o PIB da construção civil, calculado pelo IBGE, com base nos insumos mais usados no setor, registra queda de 9,2% no acumulado dos dez primeiros meses de 2009, em relação a 2008. "O faturamento foi inferior ao de 2008, mas o varejo deve voltar a crescer em 2010", diz.

É possível que a discrepância entre o PIB do setor e o emprego resulte da queda de exportações, de problema com estoques ou um envelhecimento da amostra do IBGE, segundo Francisco Pessoa Faria Jr, economista da LCA Consultores.

"Nada leva a crer que esteja tão ruim para a construção civil como indica o seu PIB. Ninguém está muito triste [no setor]. O mercado interno para material de construção, porém, está melhor do que para as vendas para o exterior", diz.

Fonte: Folha de São Paulo