Construção deverá crescer entre 2,5% e 3,5% este ano

Texto: Redação AECweb

Projeção de crescimento foi calculada pela FGV Projetos para o Sindscon-SP

18 de setembro de 2009 - Os indicadores do setor de construção civil disponíveis até o momento indicam que a cadeia do setor vai crescer de 2,5% a 3,5% em 2009, conforme a FGV Projetos. No fim do ano passado, a estimativa era de expansão de 3,5% a 4,7%.

A última projeção de crescimento calculada pela FGV Projetos para o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (Sinduscon-SP) era de aumento de 3,5%.

A redução da projeção deveu-se à queda nas vendas do varejo até julho, em função da redução do consumo de materiais de construção pelas famílias acima do esperado, segundo a consultora da FGV Projetos, Ana Maria Castelo.

A FGV Projetos citou dados que mostram que as vendas do comércio registraram queda real de 8,5% até julho. O varejo sentiu os efeitos dos estoques elevados, somados à restrição do crédito e às incertezas da economia. Esta semana, a Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco) divulgou que as vendas do setor cresceram 2,5% de janeiro a agosto.

A indústria de materiais acumula queda no faturamento em 2009 e já considera a possibilidade de retração este ano, ante a projeção anterior de crescimento zero, segundo o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat), Melvyn Fox. "A queda acumulada até julho é de 15% e é provável que as vendas de agosto sejam menores que as do mesmo mês do ano passado", disse Fox.

Fonte: Jornal do Commercio