Construção registra novo recorde de emprego com carteira assinada

Texto: Redação AECweb

Com a contratação de 31,7 mil trabalhadores em julho, setor emprega 3,057 milhões

13 de setembro de 2011 - Com a contratação de mais 31,7 mil trabalhadores com carteira assinada em julho, a construção civil registrou novo recorde no seu nível de emprego. No mês, o crescimento foi de 1,05%, acumulando 8,07% de aumento no ano de 2011 (mais 228,2 mil trabalhadores). Nos últimos 12 meses, o setor contratou 233.099 funcionários (+8,25%). Assim, o número de empregados na construção civil brasileira em julho atingiu novo recorde: 3,057 milhões de trabalhadores.

Os dados são da pesquisa mensal do emprego na construção, feita pelo SindusConSP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) com a FGV (Fundação Getulio Vargas).

"A persistência do aumento do emprego denota um maior volume de obras e confirma a expectativa de crescimento do setor da construção em 2011", afirma o presidente do SindusCon-SP, Sergio Watanabe.

Brasil – O emprego na construção cresceu em todas as regiões em julho. A que percentualmente mais elevou seu nível de emprego foi a Norte (+3,68% em comparação a junho), com a contratação de 6,5 mil trabalhadores. Em termos nominais, a maior alta ocorreu no Sudeste, com a contratação de 14 mil (+0,90%).

Dos 3,057 milhões de trabalhadores com carteira assinada empregados no final de julho, 1,570 milhão estava no Sudeste; 636 mil no Nordeste; 426 mil no Sul; 241 mil no Centro-Oeste e 182 mil no Norte.

Estado de São Paulo – A construção civil contratou ao redor de 7 mil trabalhadores em julho (+0,88%), em julho, no Estado de São Paulo, alcançando um total de cerca de 800 mil empregados com carteira assinada. No ano, já foram contratados mais 52 mil (+6,95%).

Na capital paulista, o acréscimo no mês foi de 2,7 mil (+0,75%). Entretanto, regiões como Santo André, Bauru e Presidente Prudente apresentaram queda no nível de emprego.

Fonte: Sinduscon - SP