Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Construtoras começam a investir em telhados que têm cores claras

Texto: Redação AECweb

Selo Azul da CEF incentiva a aplicação de projetos sustentáveis

07 de fevereiro de 2011 - Para quem ainda vai construir, as opções vão além da simples pintura. Empresas do setor de telhas já incluem em seus portfólios opções de cores que vão ao encontro da causa, como pérola, marfim e, claro, o branco. Os materiais também são diversificados e os preços variam de acordo com o material.

Segundo o Green Building Council Brasil, telhas de barro ou cerâmica e as galvanizadas são as melhores, por absorver menos o calor. Mas qualquer cobertura clara já ajuda a refletir os raios do sol e diminuir a temperatura interna dos imóveis. Os resultados são muito parecidos aos dos telhados verdes, que têm como grande vantagem o fato de atuarem como um filtro natural para reservatório da água da chuva. “O GBC apoia qualquer uma destas iniciativas porque melhoram a qualidade de vida dos usuários e ainda implicam menor consumo de energia”, diz Marcos Casado, gerente técnico da entidade.

Para 2011, a intenção da entidade é ampliar a campanha "One Degree Less" e conquistar ainda mais adeptos pelo país. “Vamos investir em campanhas de conscientização para atingir o grande público”, diz Nelson Kawakami, do GBC.

Outra entidade que apoia a ideia é a Caixa Econômica Federal. O banco não chegou a aderir à campanha, mas mantém o Selo Azul, uma espécie de certificação para os empreendimentos que financia. O selo define uma série de parâmetros de sustentabilidade a serem seguidos pelas construções que quiserem a certificação - tudo pensado de acordo com a região climática do país. Entre eles, está a pintura de paredes e coberturas com cores claras nas cidades que ficam nas regiões mais quentes.

Casas de alto padrão ganham telhas brancas também

E não são só as construções populares que entram na onda dos telhados claros. De olho nos novos tempos, algumas construtoras também já começam a investir em prédios e casas de médio e alto padrões com esse tipo de cobertura. A Fator Realty está lançando um empreendimento na Enseada do Frade, em Angra dos Reis, em que as 64 casas construídas terão telhas de cerâmica clara, material que reflete os raios solares e absorve menor quantidade de calor. Um hotel cinco estrelas também será erguido com cobertura clara. “Construções sustentáveis são um ponto fundamental para a classe AA, principalmente num paraíso ecológico como Angra. Já as classes média e alta têm a consciência dessa necessidade, mas na maioria das vezes não quer arcar com os custos mais altos. No caso da telha clara, a diferença percentual no custo total da obra não chega a ser representativa”, diz Paulo Fabbriani, diretor-executivo da Fator Realty, referindo-se a projetos como um todo.

Já a Rubi Engenharia descobriu as telhas claras em 2009 e desde então usa o material em empreendimentos como o condomínio Bella Vista Classic Houses, na Freguesia, em Jacarepaguá, onde todas as 50 unidades contam com o material. “Além da questão da sustentabilidade, o efeito estético, suave e elegante, agradou em cheio aos compradores. A maioria deles desconhecia os impactos positivos de uma medida tão simples para o meio ambiente e, claro, para o bolso”, avalia Joana Alvim, arquiteta da empresa.

Fonte: O Globo - RJ

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: