Construtoras e varejo no foco dos investidores

Texto: Redação AECweb

Empresas apresentaram alta na seção de ontem do Ibovespa

24 de novembro de 2009 - Setores voltados para o mercado doméstico destacaram-se na sessão de ontem do Ibovespa. As maiores altas foram puxadas pelos segmentos de varejo, de construção civil e financeiro. Entre as varejistas, valorizaram-se as ações das Lojas Renner ON (3,03%, a R$ 37,70) e das Lojas Americanas PN (2,18%, a R$ 14,05). No segmento de aviação, subiram os ativos preferenciais da TAM (2,27%, a R$ 29,25) e da Gol (2,26%, a R$ 23,10).

"Daqui para a frente, a tendência é que os números reportados no Brasil tenham maior importância. Quem sai na frente é quem acredita no potencial do País", afirmou Eduardo Oliveira, da Um Investimentos.

O setor imobiliário foi representado por Rossi ON (4,38%, a R$ 14,30) e da Gafisa (3,83%, a R$ 29,55) no ranking das maiores altas.

Segundo o banco americano J.P. Morgan, este é o segmento mais barato na comparação com outros ligados às perspectivas de crescimento do País. Para a instituição, os melhores papéis para comprar são os da Gafisa e os da PDG Realty.

Já a ponta vendedora foi comandada pelas ações da Net PN (3,13%, a R$ 23,25). Em seguida, entre as perdas, vieram os papéis da Usiminas ON (2,98%, a R$ 47,54).

Oliveira, da Um Investimentos, diz que hoje será o dia mais turbulento na semana por causa da revisão do Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA no terceiro trimestre. Ele ressalta que o restante da semana será morna, pois quinta-feira é Dia de Ação de Graça nos Estados Unidos e na sexta-feira a bolsa americana não operará durante toda a sessão.

De acordo com Oliveira, os melhores segmentos para se apostar são, além da construção civil, os atrelados às commodities, à mineração, à siderurgia e o sucroalcooleiro. "O apetite chinês, somado ao aumento de vendas de casas aqui e no exterior têm estimulado esses segmentos. O preço do açúcar tende a continuar elevado."

Fonte: Jornal do Commercio