Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Construtoras fazem contratações para atender a baixa renda

Texto: Redação AECweb

Aumento da demanda em empreendimentos populares faz construtoras reforçarem o quadro de funcionários

16 de julho de 2009 - Com o aumento significativo no número de consumidores das classes econômicas de baixa renda interessados em adquirir um imóvel novo, também por conta do programa do governo "Minha Casa, Minha Vida", as construtoras e incorporadoras que atuam no mercado interno perceberam a necessidade de reforçar adequadamente seu quadro funcional contratando profissionais com know-how neste segmento popular - área que tem se tornado a menina-dos-olhos do setor.

A construtora e incorporadora Tecnisa é uma das que acredita na estratégia de reforçar seu time, com alguém como o executivo Newman Brito, que assume a recém-criada Diretoria de Produtos voltados à faixa econômica. Sua missão será desenvolver novos produtos e aumentar a parcela da companhia neste segmento econômico.

Desde o IPO da Tecnisa, em 2007, a construtora trabalha para baixar o ticket médio de seus empreendimentos. Em 2006, o preço médio dos lançamentos foi de R$ 450 mil; em 2007, de R$ 362 mil. Em 2008, R$ 322 mil.

Já a WTorre Residencial, com forte atuação em empreendimentos de baixa renda, também investe em novos profissionais em linha com o novo desenho da organização. Para assumir o recém criado cargo de diretor-superintendente da empresa, a WTorre contratou Xavier Capdevielle.

Capdevielle é mestre pelo Institut Europeen des Affaires, de Paris, e possui experiência de mais de 20 anos no setor de construção. O executivo foi também vice-presidente da Outinord, que por sinal foi a responsável pela construção de mais de 200 mil casas populares no México.

Fonte: DCI

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: