Crédito imobiliário deve atingir 11% do PIB em 2014

Texto: Redação AECweb

Para especialista, setor terá de buscar novas fontes de recursos para dar vazão ao crescimento

06 de outubro de 2010 - As projeções em relação ao crescimento do mercado imobiliário continuam as melhores possíveis. Este ano, o crédito imobiliário deve atingir de 4 a 4,2% do PIB (Produto Interno Bruto). Até 2014, especialistas acreditam que esta margem chegue a 11%. Há duas semanas, a Caixa anunciou que seu crédito imobiliário deve atingir R$ 70 bilhões até o fim do ano, crescimento que chega a 87,6%.

João Crestana, presidente do Sindicato da Habitação (Secovi-SP), considera que o mercado imobiliário vive um momento único e será preciso muito diálogo para estruturar um novo modelo de financiamento sustentável para dar vazão a esse crescimento. "É fato que o setor terá de buscar novas fontes de recursos, mas além de buscar alternativas de funding temos de pensar em um modelo sustentado."

Para o presidente do Secovi, a aproximação com os fundos de pensão, que têm R$ 700 bilhões em sua carteira, seria o casamento perfeito. "O problema é que no Brasil esses fundos não aplicam no setor porque não há uma cultura por aqui de incentivo a esse tipo de investimento. É preciso quebrar paradigmas, vencer resistências", comenta ele.

Fonte: Primeirão Mão