Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Cresce demanda por trabalhadores qualificados na construção civil

Texto: Redação AECweb

Caged registra aumento de 1,53% de empregos no setor

26 de outubro de 2009 - O mercado da construção civil, que já vinha aquecido desde 2007, agora está no limite em relação a mão de obra. Ações do governo federal, como o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e o Minha Casa, Minha Vida, por exemplo, tornaram a demanda por trabalhadores qualificados ainda maior no setor.

Segundo dados fornecidos pelo Sindicato da Indústria da Cons­­­trução Civil no Estado do Paraná (Sinduscon-PR), o número de alvarás de conclusão de obras concedidos em Curitiba cresceu 59% no primeiro trimestre deste ano, em relação ao mesmo período de 2008. Entre o primeiro e o segundo trimestres de 2009, houve um aumento acima de 45% de apartamentos lançados.

Com um mercado tão aquecido, a geração de empregos não poderia ficar indiferente. De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), apenas em setembro deste ano houve um crescimento de 1,53% no Brasil e de 1,07% no Paraná, só na área da construção civil. Isso representa um saldo de mais de 32 mil pessoas no país e cerca de 1,2 mil trabalhadores no estado.

No acumulado do ano, o saldo nacional no setor foi de quase 185 mil admitidos e, o estadual, de mais de 9,5 mil, o que significa um crescimento de 9,54% e 8,79%, respectivamente. Em Curi­­tiba, o acumulado do ano (até setembro) teve um crescimento de 9,74%, com um saldo de geração de emprego de mais de 3 mil pessoas.

Dados da Agência do Tra­­­ba­­lhador mostram que, nesse momento, estão abertas em Curitiba 55 vagas para serventes de obras, 72 para pedreiros, 9 para mestres de obras, 7 para armadores de ferros, 46 para carpinteiros e 13 para encanadores, só para citar algumas das profissões relacionadas.

Fonte: Investnews

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: