CUB oscila 0,1% em março

Texto: Redação AECweb

Índice oficial reflete a variação dos custos do setor para a utilização nos reajustes dos contratos de obras

04 de abril de 2011 - O CUB (Custo Unitário Básico) da construção civil do Estado de São Paulo manteve-se praticamente estável em março, registrando aumento de apenas 0,1% em relação a fevereiro. Calculado pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) e pela FGV (Fundação Getulio Vargas), o CUB é o índice oficial que reflete a variação dos custos do setor para a utilização nos reajustes dos contratos de obras.

Em março, os custos das construtoras com materiais de construção se elevaram 0,09% em comparação a fevereiro. Já os custos com mão de obra cresceram 0,1%, enquanto os salários dos engenheiros mantiveram-se inalterados (0%). A média ponderada entre os três itens resultou na variação de 0,1% do CUB representativo da construção paulista (RN-8), que neste mês ficou em R$ 907,06 por metro quadrado.

No acumulado de 2011, o CUB registra alta de 0,53%. Nos últimos 12 meses encerrados em março, a variação é de 5,53%.

Ainda em março, 10 dos 41 insumos da construção pesquisados aumentaram acima do IGP-M do mês, que se elevou 0,62%. Veja alguns aumentos de custos.

Porta lisa p/ pintura: 1,35%
Vidro liso transparente: 1,28%
Batente p/ pintura unidade: 1,13%
Tubo de cobre: 1,03%
Óleo diesel: 0,96%
Bancada de pia de mármore: 0,77%
Janela de correr 2 folhas: 0,76%
Areia média lavada: 0,70%
Aço CA-50: 0,66%

Fonte: Sinduscon - SP