CUB paulista sobe 0,2% no último mês

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Em outubro, custo da construção civil registrou alta

05 de novembro de 2012 - O CUB (Custo Unitário Básico) da construção civil no Estado de São Paulo registrou alta de 0,2% em outubro ante o mês anterior. Calculado pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) e pela FGV (Fundação Getulio Vargas), o CUB é o índice oficial que reflete a variação dos custos do setor para a utilização nos reajustes dos contratos de obras.

Os custos das construtoras com materiais foram os maiores responsáveis pela subida do CUB. Em outubro, eles aumentaram 0,33% frente a setembro, ao passo que os custos com mão de obra registraram elevação de 0,11%. Os custos administrativos (salários dos engenheiros) mostraram mais uma vez estabilidade na mesma base de comparação. A média ponderada entre os três itens resultou na variação de 0,2% do CUB representativo da construção paulista (RN-8), que neste mês ficou em R$ 1.022,52 por metro quadrado.

No acumulado de 2012, o CUB registra alta de 7,06%, com avanços de 9,74% nos custos com mão de obra, de 3,59% nos custos com materiais e de 7,68% nos custos administrativos. Nos últimos 12 meses encerrados em outubro, a variação do CUB ficou em 7,15%.

No mês de outubro, 16 dos 41 insumos da construção pesquisados aumentaram acima do IGP-M do mês, que registrou alta de 0,02%. Entre os que tiveram os maiores reajustes no mês, estão:

Janela de correr 2 folhas 1,2x1,2 m: 2,50%
Tubo de ferro galvanizado c/ costura: 1,03%
Tubo de PVC rígido rosca água: 1,03%
Emulsão asfáltica c/elastômero p/ impermeabilização: 0,94%
Concreto FCK=25 MPa: 0,40%
Tubo de cobre Ø=15mm classe industrial: 0,28%
Cimento CPE-32 saco 50kg: 0,17%

Fonte: Sinduscon – SP