Custo da construção civil paulista tem deflação de 0,11% em agosto

Texto: Redação AECweb

Segundo as entidades, contribuiu para o resultado o custo dos materiais de construção, que recuou pelo terceiro mês seguido

02 de setembro de 2009 - O CUB (Custo Unitário Básico) da construção civil do Estado de São Paulo registrou deflação em agosto, de -0,11%, em relação ao mês anterior, segundo pesquisa realizada pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) e pela FGV Projetos.

Segundo as entidades, contribuiu para o resultado o custo dos materiais de construção (-0,23%), que recuou pelo terceiro mês seguido. Já o custo com a mão de obra permaneceu estável. A média ponderada entre essas variantes resultou na queda de 0,11% do CUB Representativo da construção civil paulista (R8-N) em agosto, equivalente ao custo de R$ 853,18 por metro quadrado.

No acumulado do ano, o indicador registra alta de 3,31%. Nos últimos 12 meses, a elevação é de 6,01%. O CUB é o índice oficial que reflete a variação dos custos do setor para utilização nos reajustes dos contratos da construção civil paulista.

No período pesquisado, registraram queda ainda maior do que a variação negativa de -0,36% do IGP-M (Índice Geral de Preços - Mercado) os custos das construtoras com o cimento (-0,43%), o aço (-0,64%) e o bloco de concreto (-1,10%).

Os principais insumos da construção que tiveram aumentos de preços superiores ao IGP-M no mês foram: tinta látex branca PVA (0,83%), porta lisa p/ pintura (0,46%), chapa compensado resinado (0,43%), vidro liso transparente 4 mm (0,19%), locação de betoneira elétrica (0,19%), cerâmica esmaltada (0,16%), bloco cerâmico para vedação (0,05%), brita 2 (0,03%), granito polido para piso (0,03%), alimentação tipo marmitex (0%) e tubo PVC-R rígido para esgoto (0%).

Fonte: Diário do Grande ABC - SP