Custo da Construção Civil tem avanços de 0,31% em março

Texto: Redação AECweb

Em relação ao terceiro mês de 2011 (0,52%), a diferença foi de 0,21 ponto percentual

05 de abril de 2012 - Em março, o Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em convênio com a CAIXA, apresentou variação de 0,31%, o mesmo valor registrado no mês anterior.

Em relação ao terceiro mês de 2011 (0,52%), a diferença foi de 0,21 ponto percentual. Considerando os três primeiros meses do ano, a variação acumulada do índice ficou em 1,21%, superior a igual período do ano anterior (1,18%). O resultado dos últimos doze meses situou-se em 5,70%, abaixo dos 5,90% registrados nos doze meses imediatamente anteriores.

O custo nacional da construção por metro quadrado, que em fevereiro havia sido R$ 816,96, em março passou para R$ 819,53, sendo R$ 446,42 relativos aos materiais e R$ 373,11 à mão de obra.

A parcela dos materiais apresentou variação de 0,06%, recuando 0,03 ponto percentual em relação ao mês anterior (0,09%), enquanto a mão de obra registrou crescimento de 0,05 ponto percentual, indo de 0,58% em fevereiro para 0,63% em março. Os acumulados em doze meses foram: 10,81% (mão de obra) e 1,76% (materiais).

Já em relação as regiões o índice apontou a Região Sul, com alta de 0,71%, a maior taxa regional em março. Os demais resultados foram: 0,40% (Norte); 0,39% (Nordeste); 0,16% (Centro-Oeste) e 0,15% (Sudeste).

Já os custos regionais, por metro quadrado, foram: R$ 855,37 (Sudeste); R$ 833,50 (Norte); R$ 818,74 (Centro-Oeste); R$ 812,53 (Sul) e R$ 775,34 (Nordeste).

Para finalizar, devido à pressão exercida pelo reajuste salarial decorrente de acordo coletivo, o Tocantins registrou a maior taxa mensal, 3,65%.

Fonte: Investimentos e Notícias