Custo da construção paulista registra alta de 0,23% em fevereiro

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Com o resultado, valor do metro quadrado ficou em R$ 1.102,65 para obras não incluídas na desoneração

06 de março de 2014 – O CUB (Custo Unitário Básico) da construção civil do Estado de São Paulo, calculado sobre as obras não incluídas na desoneração da folha de pagamentos (ver nota abaixo), registrou alta de 0,23% em fevereiro em relação a janeiro. Calculado pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) e pela FGV (Fundação Getulio Vargas), o CUB é o índice oficial que reflete a variação dos custos do setor para a utilização nos reajustes dos contratos de obras. Em 12 meses, o indicador apresenta crescimento de 7,61%.

Em fevereiro, os custos com mão de obra e materiais de construção subiram 0,24% em relação ao mês anterior, enquanto os salários dos engenheiros mostraram estabilidade. A média ponderada entre os três itens resultou na variação de 0,23% do CUB representativo da construção paulista (RN-8), que neste mês ficou em R$ 1.102,65 por metro quadrado.

Quanto às obras incluídas na desoneração da folha de pagamentos, o SindusCon-SP e a FGV calculam que os custos com mão de obra subiram 0,27% em fevereiro, os custos das construtoras com materiais de construção aumentaram 0,24%, enquanto os salários dos engenheiros indicaram estabilidade. Com isso, o valor do CUB desonerado registrou variação 0,25% no mês, ficando em R$ 1.027,11 por metro quadrado.

No período, 20 dos 41 insumos da construção pesquisados variaram acima do IGP-M do mês, que ficou em 0,38%. Entre os que tiveram os maiores reajustes no mês, estão:

Massa pronta para reboco externo c/ imperm. – 3,57%
Alimentação tipo marmitex nº8 – 2,04%
Granito polido p/ piso 40x40 cm – 1,58%
Tubo de ferro galv. c/ costura – 0,76%
Emulsão asfáltica c/ elastômero p/ imperm. – 0,60%
Aço CA-50 – 0,57%
Tubo de cobre – 0,55%
Areia média lavada – 0,49%

Fonte: Sinduscon - SP