Custo da construção permanece estável em dezembro

Texto: Redação AECweb

Custos com mão de obra aumentaram 0,06% e os salários dos engenheiros permaneceram inalterados pelo quarto mês consecutivo

09 de janeiro de 2012 - O CUB (Custo Unitário Básico) da construção civil do Estado de São Paulo manteve-se estável em dezembro, registrando uma oscilação de apenas 0,01% em relação a novembro. Calculado pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) e pela FGV (Fundação Getulio Vargas), o CUB é o índice oficial que reflete a variação dos custos do setor para a utilização nos reajustes dos contratos de obras.

Em dezembro, os custos das construtoras com materiais de construção sofreram queda de 0,05% em comparação a novembro. Os custos com mão de obra aumentaram 0,06% e os salários dos engenheiros permaneceram inalterados pelo quarto mês consecutivo. A média ponderada entre os três itens resultou na variação de 0,01% do CUB representativo da construção paulista (RN-8), que neste mês ficou em R$ 955,11 por metro quadrado.

Em dezembro, 33 dos 41 insumos da construção pesquisados variaram acima do IGP-M do mês, que teve queda de 0,12%.

Resultados no ano - Em 2011, o CUB registrou alta de 5,86%. No ano, os custos com a mão de obra aumentaram 8,76%, os salários dos engenheiros 9,52% e os materiais de construção 2,15%.

Em 2011, 5 dos 41 insumos da construção pesquisados variaram acima do IGP-M do ano, que teve elevação de 5,10%.

Fonte: Sinduscon – SP