Custo da construção sobe 0,21% em São Paulo

Texto: Redação AECweb

Aumento no preço de materiais colaboraram para alta

4 de fevereiro de 2009 - A alta de 0,44% no preço médio dos materiais usados nas obras de construção no Estado de São Paulo foi integralmente responsável pela elevação de 0,21% no CUB (Custo Unitário Básico) da construção civil paulista em janeiro. O CUB é o índice oficial, calculado pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) e pela FGV Projetos, que reflete a variação dos custos do setor para utilização nos reajustes dos contratos da construção civil no Estado de São Paulo.

A alta do CUB em janeiro foi originada do aumento nos preços de alguns dos insumos estratégicos para o setor, como a brita 2 e o concreto fck 25MPa, que subiram, respectivamente, 3,19% e 1,6% no mês. Esses insumos foram, inclusive, uns dos 20 que subiram muito acima do IGP-M no acumulado dos doze meses terminados em janeiro (a pesquisa do CUB acompanha no total 41 insumos). A brita aumentou 30,57% neste período e o concreto, outros 22,64%, contra 8,15% do IGP-M.

Em compensação, tanto o custo da mão-de-obra quanto o administrativo não tiveram variação em janeiro. A média ponderada entre os três itens resultou na elevação de 0,21% do CUB Representativo da construção civil paulista (R8-N) em janeiro, equivalente ao custo de R$ 827,62 por metro quadrado. Em doze meses terminados no primeiro mês de 2009, o CUB acumula alta de 11,11%.

Em janeiro, os principais insumos da construção que tiveram aumentos de preços superiores à variação de -0,44% do IGP-M foram:

Brita 2 (+3,19%)

Placa de gesso para forro (+2,79%)

Chapa compensado plastificado (+2,35%)

Areia média lavada (+2,29%)

Concreto fck 25MPa (+1,60%)

Bloco de concreto (+1,14%)

Impermeabilizante (+0,94%)

Tubo PVC rígido (+0,86%)

Vidro liso transparente 4mm (+0,68%)

Fonte: SindusCon-SP