De acordo com FipeZap, preço do m² sobe 12,3% em 12 meses até agosto

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Com isso, valor médio em 16 cidades ficou em R$ 6.979 no mês passado

04 de setembro de 2013 - Os preços médios anunciados do metro quadrado de apartamentos prontos em 16 cidades brasileiras registram alta acumulada de 12,3% nos 12 meses encerrados em agosto, aponta nesta quarta-feira (4) o Índice FipeZap Ampliado. Com isso, o valor médio ficou em R$ 6.979 no mês passado.

No ano até agosto, a alta acumulada é de 8,5%. No mês passado sobre julho, o aumento foi de 1,2% - ligeiramente superior ao verificado em julho sobre junho, quando a alta havia sido de 1,1%.

A alta acumulada em 12 meses é praticamente o dobro da inflação. A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15), considerada uma prévia da inflação oficial usada nas metas do governo, foi para 6,15% em 12 meses encerrados agosto. O IPCA-15 no mês passado acelerou para 0,16%, após subir 0,07% em julho, de acordo com divulgação do dia 21 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Desaceleração dos preços no Sudeste

Foi registrada, contudo, uma desaceleração na alta dos preços médios anunciados do metro quadrado na região Sudeste, diz a FipeZap.

Entre as 16 cidades monitoradas, o Rio de Janeiro apresentou a primeira queda no aumento em 12 meses desde abril, ficando em 15,3%. A mas seguiu com o maior preço do metro quadrado, de R$ 9.534. Em agosto, foi a alta foi de 1,2% - menor que a de 1,5% em julho. Também na capital fluminense, os preços para locação sofreram retração (-0,1%) pela primeira vez em mais de três anos, diz o estudo.

Em São Paulo, a alta em 12 meses foi de 13,7%. A mensal, contudo, recuou para 1,2% (ante 1,3% no mês anterior). O preço ficou em R$ 7.451.

Belo Horizonte (R$ 4.575) registrou queda pelo quarto mês consecutivo, com recuo de 0,3%. Em 12 meses, a alta na capital mineira é de 4,8%.

O menor preço do metro quadrado foi registrado em Vila Velha, de R$ 3.697, onde a alta acumulada em 12 meses foi de 10,7% e a mensal, de 1,4%.

Na comparação mensal, Curitiba (R$ 4.575) teve novamente a maior alta em agosto, de 4,6%.

Nos últimos 12 meses, os maiores aumentos ocorreram em Curitiba (26,8%), Rio de Janeiro, Vitória (13,8%), São Paulo e Porto Alegre (13,5%).

O Índice FipeZap Composto – que acompanha a evolução média do preço nas sete cidades que originalmente faziam parte do indicador e que tem série histórica maior – subiu 1% em agosto ante julho e acumula alta de 11,7% em 12 meses.

Bairros mais caros

Segundo o levantamento, no bairro do Leblon, no Rio, o preço do metro quadrado no mês de agosto ficou a R$ 22.208. Na mesma cidade, a Pavuna tem o metro quadrado mais barato (R$ 2.034). Em São Paulo, o preço mais caro segue sendo o do bairro Vila Nova Conceição (R$ 13.233 o m²), com Artur Alvim na “lanterna” de custos (R$ 3.378 o m²).

Fonte: G1